Todos nós carregamos a herança ancestral na forma física (DNA),na forma de personalidade e na forma espiritual, tais características carregamos como herança, legado deixado por nossos ancestrais que podem ser boas ou ruins. Tomamos como exemplo uma família que tem com hábito enganar as pessoas, promover discórdias e outras atitudes que desfavorecem a existência social na terra, tais problemas são corrigidos por Egúngún através de processos iniciáticos que favorecem o seu devoto na correção de tais problemas, visto que todos os ancestrais que vivenciaram estes problemas na terra, corrigirão seus descendentes para que tenham uma existências mais favorável na terra modificando atitudes e comportamentos inadequados, tais correções corrigem não somente o problema do seu devoto iniciado, mas também de todos os seus descendentes. Egúngún corrigi o Ori do ser humano para favorecimento de sua existência.

Uma prática saudável no culto de Egúngún, é o respeito ao Ori alheio, não mentir, não falar mal dos outros, não enganar, não trair, não ser falso ou manipulador e outras tantas falhas de caráter que promovem a destruição do axé. Todos nós erramos em nossa existência, isso é nato do ser humano. O que não podemos negligenciar, é na correção destes erros.

Assim como Iyami Osoronga representa a forma feminina,Egúngún representa não somente um orixá, mas toda uma coletividade de ancestrais veneráveis. A cultura africana preserva com intensidade e respeito a todos os seus ancestrais. Podemos ver na Nigéria que, em muitas aldeias,  os ancestrais são enterrados na própria casa seja no quintal, na sala, nos quartos ou em qualquer lugar de honra na residência de seus descendentes. Esta cultura está relacionada a crença que nossos ancestrais trabalham incessantemente na correção de nossos problemas aqui na terra, nos protegendo, nos abençoando e sempre zelando pelo nosso bem estar.

Egúngún é o orixá que representa esta coletividade de ancestrais veneráveis, por esta razão seu culto é de extrema importância dentro de uma casa de orixá. O culto a Egúngún fortalece a relação de seu iniciado com sua ancestralidade, favorecendo o seu bem estar na terra. Na iniciação em Egúngún, são eliminados os males ancestrais de gerações passadas, ou seja, tudo que os nossos ancestrais vivenciaram de ruim aqui na terra é eliminado através do processo iniciático, sendo assim, o iniciado tem uma nova perspectiva de vida com a mudança de suas atitudes relativas ao seu destino.

Egúngún trabalha incessantemente na defesa de ataques de inimigos de seus devotos, portanto é um orixá com grande poder de combate destas forças.

Mitos sobre Egúngún

Mentira  - Egúngún  é espírito ruim

Verdade - Egúngún não é espírito errante, espírito sem luz ou coisas semelhantes. Quem afirma isso não conhece o culto tradicional Yoruba e tão pouco conhece os fundamentos do Culto à Egúngún conforme brevemente relatado no artigo.

Mentira  - Somente homens podem se iniciar no culto de Egúngún 

Verdade - Tanto homens como mulheres podem se iniciar no culto de Egúngún , afinal, mulheres também possuem ancestrais masculinos, correto? Tanto homens quanto mulheres podem e devem cultuar seus ancestrais.

Na Nigéria existe o culto a Òrò ( irmão mítico de Egúngún ), este é restrito a homens apenas. No Brasil não há relatos deste culto até a edição deste artigo.

Topo